Plano de Educação deve atender anseios do alagoano, diz secretário

Foto: Valdir Rocha
A união de forças pela construção de um Plano Estadual de Educação que atenda às demandas da população alagoana. Essas foram as palavras do secretário de Estado da Educação, Luciano Barbosa, durante reunião com integrantes do Fórum Estadual Permanente de Educação do Estado de Alagoas (Fepeal) na tarde desta quarta-feira (28), na sede da 15ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), no Centro Educacional de Pesquisa Aplicada (Cepa).

Composto por representantes do poder público, movimentos sociais e entidades sindicais, o fórum é o espaço de interlocução e reivindicação das demandas relativas à educação e é responsável pela condução da construção do novo plano, cuja vigência será a partir de 2016.

Na ocasião, Barbosa se colocou à disposição do órgão e garantiu total apoio da SEE. Ele também falou dos projetos e desafios da Educação alagoana para os próximos anos, a exemplo do processo de municipalização do Ensino Fundamental, alfabetização na idade certa, correção de fluxo, expansão do ensino profissionalizante e a implantação do regime de tempo integral para o Ensino Médio.

O secretário foi enfático ao afirmar que o novo plano deve atender aos anseios da população alagoana. “Nosso Plano Estadual de Educação deve refletir a realidade do nosso estado e, por isso, é importante que todos trabalhemos juntos para a construção de um documento que seja objetivo e atenda a esta demanda. Vamos apontar perspectivas e metas concretas e executáveis. Podem contar comigo, seremos parceiros neste processo”, frisou o secretário.

O presidente do Fepeal, Juliano Brito, apresentou demandas do órgão do secretário e falou dos desafios do fórum para a elaboração do plano. “No ano passado, tivemos a aprovação do Plano Nacional de Educação e, em 2015, os estados e municípios, deverão ter seus planos prontos e enviados para a apreciação das câmaras municipais e Assembleia Legislativa. Este ano, trabalharemos, ao mesmo tempo, a reavaliação do plano atual, que data de 2006 e a construção do novo documento, mantendo um diálogo permanente com a sociedade alagoana”, declarou.

Por: Agência Alagoas 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017