Alagoas registra fato inédito: nenhuma morte por acidente de trânsito no Carnaval

Foto: Ailton Cruz
Os índices avaliados pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran) deixados pelas prévias carnavalescas e o Carnaval, frequentemente são negativos. Os números dos anos anteriores – durante esse período - apontam acidentes fatais no trânsito. No entanto, as atuais ações demonstram o ineditismo do governo de Alagoas: prevenir a população, levando segurança às estradas, coibindo o uso de álcool e direção. Dessa forma, foi garantida a preservação da vida e nenhuma morte foi registrada.

O resultado positivo deve-se a fiscalizações e operações estratégicas da Lei Seca, principalmente entre os municípios de Barra de Santo Antônio e São Miguel, trecho com histórico de maior movimentação e ocorrência de acidentes, por situar-se entre as praias próximas à capital, dentro do perímetro urbano.

“Com ajuda de órgãos parceiros como o BPTran, BPRv [Batalhão de Polícia Rodoviária], CPC [Comando de Policiamento da Capital], DER [Departamento de Estradas de Rolagem], SMTT e Polícia Rodoviária Federal, com apoio das Secretarias de Defesa Social e da Saúde, além do Conselho de Segurança, foi possível esse êxito para Alagoas durante um período de grande consumo de álcool, como o Carnaval,” comemorou o presidente do Detran, Antônio Carlos Gouveia.
Além do Projeto Lei Seca alcançar a meta de zerar o número de mortes por acidentes de trânsito, de acordo com um relatório disponibilizado pelo Detran, aproximadamente dois mil testes de alcoolemia foram realizados e a partir desse procedimento, foi possível constatar que 133 condutores se recusaram a fazer o teste, além de 186 condutores autuados por embriaguez ao volante.

“Segundo a Polícia Rodoviária Federal, em 2014, no mesmo período, a cada 40 testes realizados uma pessoa era flagrada sob o efeito de álcool. Em 2015, o registro de embriaguez só aconteceu a cada 82 testes, retrato da política de prevenção adotada pelo governador Renan Filho e equipe,” explicou Gouveia.

Antônio Carlos Gouveia acredita que a presença da fiscalização nas ruas fortalece a mudança de comportamento percebida entre os condutores que circulam pela região de Maceió e adjacências, no tocante à prática de beber e dirigir. O percentual de condutores embriagados em relação ao total de abordados caiu de 12,4%, no primeiro semestre de operações - junho a dezembro de 2012 - para 9,8%, nas operações de carnaval.
“Ainda há muito a se fazer para vivenciarmos o sonho de um trânsito mais humano e menos violento. Porém a cada dia, em cada número, em cada vida preservada, é fortalecido o sentimento de que estamos no caminho certo,” finaliza o presidente do Detran.

Operação Rodovida

A Polícia Rodoviária Federal, com a operação Rodovida, registrou uma redução de 45% no número de acidentes nas rodovias federais, que passam por Alagoas. Vale salientar, que foi a maior redução entre todos os estados do país. Além do índice de 76,5% no número de acidentes com vítimas e de 86,6% no número de feridos. A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito registrou 39 acidentes em Maceió, mas todos sem vítimas, e o Hospital Geral do Estado não registrou nenhuma vítima fatal de acidente de trânsito. Confira o gráfico que registra os números.

Por: Agência Alagoas 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017