Semana da Mulher: gestantes têm apoio do projeto Rede Cegonha


A mulher leva a vida consigo. É dela que nasce todo o amor e carinho que cultivamos ao longo de nossa trajetória. Dando suporte a elas, a Prefeitura de Arapiraca possui o “Rede Cegonha”, que busca garantir às gestantes acesso à informação e atendimento de qualidade.

O projeto é um dos vários suplantados pela prefeita Célia Rocha, visando o cuidado com os cidadãos. Vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ele veio para reorganizar a rede de assistência materno-infantil.

Segundo a coordenadora do Departamento de Saúde da Mulher, Poliana Almeida, o Rede Cegonha tem como meta o diagnóstico precoce da gravidez – a partir de 12 semanas –, o acompanhamento regular dessa mulher, durante todo o pré-natal, onde ela tem que realizar, no mínimo, sete consultas. Isto tudo pode ser feito em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município.

“Além de as UBS estarem preparadas, equipadas com o aparato necessário para estes procedimentos e com os profissionais responsáveis treinados para atender a esta demanda, a mulher terá ainda um acompanhamento puerperal, isto é, após o parto, e também monitoramento até os dois anos de idade desta criança”, diz  Poliana Almeida.

A Rede Cegonha visa desde o direito de planejamento reprodutivo da mulher até este período de dois aniversários de seu filho.

A orientação da coordenadora é de que todas as mulheres que identificarem atraso menstrual devem procurar a UBS mais próxima de seu bairro para que os profissionais de saúde conduzam o seu caso da melhor maneira possível.

Segundo Almeida, a lei garante que a mulher gestante tenha um acompanhante no momento do parto e que as unidades hospitalares estejam preparadas para receber mamães e bebês, sem nenhum risco de saúde para ambos, com enfermeiro obstetra, médico osbtetra, pediatra e anestesiologista, por exemplo.

Afora o projeto Rede Cegonha, há ainda o Arapiraca Garante a Primeira Infância (Agapi), que atende a famílias e crianças do zero aos seis anos, tendo como foco o desenvolvimento infantil assistido. 

Na semana passada, houve o II Curso de Multiplicadores Agapi, a contar com um consultor da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV), dando palestras sobre pré-natal, puericultura e amamentação.


Por: Ascom Arapiraca 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017