Com festival de gols perdidos, ASA e Vitória empatam em Arapiraca

ASA x Vitória, Copa do Brasil  (Foto: Divulgação/ASA)
Foto: Divulgação/ASA
O ASA provou, nesta quarta-feira, por que busca um centroavante no mercado. Criou, atacou e desperdiçou muitas chances. O Vitória, por sua vez, mostrou as garras do seu ataque. Após sobra na área, o oportunista Elton pegou com estilo e abriu o placar para o Rubro-Negro. No segundo tempo, Alex Henrique deixou tudo igual e deu sobrevida ao Alvinegro no duelo. O lateral Luiz Gustavo recebeu o terceiro amarelo e desfalca o Leão na próxima terça-feira, no Barradão.
Técnico do ASA, Vica citou as oportunidades criadas pelo time nos dois tempos do jogo e considerou o placar injusto. 
- Analisando friamente o jogo, acho que o futebol, às vezes, não tem merecimento. Deve-se aproveitar as oportunidades e fazer. O Vitória criou duas chances e fez uma. Nós criamos três ou quatro e não fizemos. No segundo tempo, o time voltou a criar para fazer um, dois ou três, isso sem desmerecer o Vitória. O goleiro fez grandes defesas e, de repente, faltou um pouco de tranquilidade. 
No Vitória, o discurso de Vander foi mais agressivo. O atacante não poupou críticas à atuação na defensiva durante o segundo tempo.
- Fizemos um bom primeiro tempo. Seguramos a equipe do ASA. Mas fizemos um segundo tempo de time pequeno. Só defendemos. Aqui é o Vitória, não podemos fazer um segundo tempo desses.
Nada, no entanto, está decidido no confronto entre ASA e Vitória, válido pela segunda fase da Copa do Brasil. O empate por 1 a 1 é perigoso, deixa as apostas em aberto. Em Salvador, os baianos jogam até por um empate sem gols, mas os alagoanos avançam com um 2x2 em diante. O vencedor encara o Palmeiras na próxima fase.
Visitante ingrato
Claudinei Oliveira montou o Vitória em um 4-2-3-1. Vica realizou o espelho, ou seja, repetiu a mesma formação do adversário. Abertos pelas pontas, Didira e Uederson pressionaram os laterais desde o pontapé inicial. Deu certo. O ASA partiu para cima e encurralou os baianos. Aos 4, Lucas Bahia chutou para fora após cobrança de escanteio. Dez minutos depois, Didira achou Jorginho dentro da área. O volante driblou o goleiro Fernando Miguel e chutou fraco: Ednei salvou em cima da linha.
Recuado, o Vitória tentava se encontrar. Aos 23, assustou os torcedores do ASA. Vander encheu o pé de fora da área e Eder espalmou. Na sobra, Mansur tentou colocar para dentro, mas a defesa alvinegra afastou. Dez minutos mais tarde, o castigo aos donos da casa. Elton aproveitou a sobra após cobrança de escanteio e tocou com estilo, abrindo o placar para o Leão. O Alvinegro apertou nos últimos minutos da primeira etapa e desperdiçou três investidas consecutivas com Didira, Glaybson e o armador do Fantasma mais uma vez.
Empate Alvinegro
O roteiro da parte II se repetiu. ASA em cima e Vitória segurando a vantagem, deixando a torcida apreensiva com a postura. Alex Henrique deu sinais que levaria problemas à meta de Fernando Miguel aos 11, quando chutou e o goleiro rubro-negro defendeu. Na sobra, Didira não chegou a tempo. Quatro minutos depois, o Alvinegro chegou ao empate. Após bela trama ofensiva, Rayro cruzou na medida para Alex, que cabeceou firme para o fundo das redes, igualando o marcador.
A tônica da partida seguiu mesmo após o empate. O ASA martelou, insistiu e manteve o ataque contra defesa. Sem um atacante para colocar a redonda dentro do gol, o máximo que pôde fazer foi rondar a meta de Fernando Miguel até o apito final do árbitro.
Por: Globo Esporte 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2018