“PM vai conquistar direitos trabalhando”, garante comandante da PM

Foto: Ascom/PM
Valorizar a tropa e conquistar direitos sem prejudicar a sociedade. Esta foi a orientação repassada pelo comandante-geral da PM, coronel Lima Júnior, durante reunião interna realizada na tarde do último sábado (27) com os comandantes de unidades policiais de área e especializadas. O encontro ocorreu em meio a diversas especulações sobre a chamada ‘Operação Padrão’, deflagrada pela tropa e coordenada pelas associações militares estaduais.

“Estamos sensíveis à causa e toda luta por direitos justos terão o apoio do comandante, desde que a sociedade não seja prejudicada para o alcance destes objetivos. A orientação é para que cada comandante oriente e instrua sua tropa, principalmente sobre os avanços que estamos conquistando em reuniões com o Governo do Estado”, destacou Lima Júnior, ao salientar o apoio irrestrito do secretário de Estado da Defesa Social, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, e dos líderes das associações militares na mesa de negociações.

Na reunião, Lima Júnior agradeceu o apoio dos comandantes de unidades e ressaltou a importância de manter a tropa unida e informada, evitando a disseminação de informações equivocadas que venham a causar inquietações.

“As negociações estão sendo acompanhadas pelo secretário e pelos comandantes da PM e Corpo de Bombeiros. O canal de negociação está aberto e na quarta-feira [1º de junho], em reunião agendada para as 16h, receberemos uma proposta do governo para apreciação. Estamos sensíveis às demandas e, principalmente, estamos à frente da tropa. No entanto, não iremos abrir mão da disciplina, pois a população não pode ser penalizada”, pontuou Lima Júnior.

Promoções

Durante o encontro, o comandante-geral anunciou que, na próxima quarta-feira (1º), serão publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) as promoções de oficiais, que já estão sendo assinadas pelo governador Renan Filho. Vencidos os entraves burocráticos, as promoções serão mais uma das reivindicações atendidas.

“Nosso objetivo é a valorização da tropa, que vai conquistar seus direitos trabalhando, mostrando ao governo e à sociedade que continua
cumprindo seu papel constitucional de salvaguardar e preservar a segurança do cidadão em cada um dos 102 municípios alagoanos”, assinalou o comandante-geral.

Por: Agência Alagoas // Marília Morais

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017