Alagoas inicia Campanha de Vacinação contra a Poliomielite

Foto: Olival Santos
A partir deste sábado (15), os pais de crianças de seis meses a menores de cinco anos têm um compromisso que não pode ser adiado. Isto porque, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), em parceria com os 102 municípios alagoanos, realizarão, até o dia 31 deste mês, a Campanha de Vacinação contra a Poliomielite.

Em Alagoas, segundo o Ministério da Saúde, a meta é vacinar, no mínimo, 95% das 243.977 crianças preconizadas. Para operacionalizar a campanha, estão sendo mobilizados 4.400 profissionais e 500 veículos, que atuarão em mais de 900 postos de vacinação, entre fixos e volantes.

A gerente do Programa Nacional de Imunização (PNI), Denise Castro, informou que os pais devem atender ao chamado e comparecer aos postos de saúde. Com a campanha, a Sesau pretende manter o Estado livre da paralisia infantil. “A doença está erradicada no Brasil desde 1990. Já são 25 anos sem o registro de nenhum caso, por isso, os pais devem levar seus filhos para os postos de vacinação”, recomendou.

Mesmo sem registro de casos da pólio no Brasil, a Organização Mundial de Saúde lembra que nove países registraram casos da doença nos últimos dois anos. E, na Nigéria, Paquistão e Afeganistão, a poliomielite é endêmica. A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá por via oral. É infectocontagiosa grave e, na maioria dos casos, mesmo não levando à morte, pode deixar sequelas no sistema nervoso, como a paralisia irreversível.

Multivacinação 

Paralelamente à vacinação, a Sesau também realizará a Campanha de Multivacinação, que visa atualizar o calendário vacinal e é destinada às crianças menores de cinco de idade, segundo informou Denise Castro.

Segundo a gerente do PNI em Alagoas, esta campanha é importante porque aumenta a cobertura vacinal em todo o estado, principalmente nos municípios. “A multivacinação é importante para as crianças, pois aumenta a cobertura e a homogeneidade vacinal nos municípios. Por isso, é necessário que os pais compareçam aos postos de saúde para regularizar o calendário vacinal”, frisou.

As crianças até cinco anos receberão as seguintes vacinas nas unidades de saúde: BCG (dose única), Hepatite B (dose única), Penta (3 doses e 2 de reforço DTP), Poliomielite – VIP/VOP (3 doses e 2 de reforço com DTP), Penumococica 10V (3 doses e 1 de reforço), Rotavirus Humano) 2 doses), Meningocócica C (2 doses e 1 de reforço) Febre Amarela (1 dose e 1 de reforço), Hepatite A (1 dose), Tríplice Viral (1 dose) e Tetra Viral (1 dose).

Pais comparecem aos postos

A campanha só começa neste sábado (15), mas alguns pais já compareceram ao posto de saúde para imunizar o filho. Esse é o caso da dona de casa Débora Raquel, que levou o filho Davi Lucas, 10 meses.

Sempre atenta à saúde do filho, Débora disse que não se descuida da caderneta de vacinação e, quando ficou sabendo da campanha, procurou logo a unidade próxima a sua casa. ”Tenho que cuidar da saúde do meu filho e vacinação é importante, porque vai evitar que tenha algumas doenças, como a poliomielite, que pode causar a paralisia”, frisou.

Aos 18 anos e mãe pela primeira vez, Natália dos Santos, 18 anos, também levou o pequeno Ryan Santos, para se vacinar. Como as demais mães, afirmou que não pode se descuidar e tem que levar o filho para ser vacinado.

De acordo com ela, independente do período da campanha, está sempre atenta, porque sabe que as doses são fundamentais e evitam doenças, algumas que podem causar sequelas.

Por: Agência Alagoas 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2018