Arapiraquenses criam projeto para deficientes se comunicarem

Quando se fala em “empreender”, hoje em dia, já se pensa em negócios rentáveis, que deem certa margem de lucro garantindo um futuro melhor para os envolvidos.
No caso dos jovens empreendedores por trás do projeto Rick, a palavra ganha uma dimensão diferente.

Sete arapiraquenses juntaram
 suas experiências profissionais com a vontade de ajudar o próximo e conseguiram uma ferramenta totalmente nova e, melhor, a ser disponibilizada gratuitamente.

Com jogos interativos e espaço para comunicação, o projeto Rick é voltado diretamente para pessoas com necessidades especiais no âmbito intelectual.

Trabalhando coordenações motoras e cognitivas, a ferramenta estará disponível a partir da próxima segunda-feira (17) no site boxtecnologias.com.br.
A apresentação do projeto aconteceu nesta quinta-feira (13) na sede da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Arapiraca, bairro do Centro, com presença do secretário Municipal de Governo, José Lopes, representando a prefeita Célia Rocha, e de vários profissionais da área de Saúde.


“Não vamos cobrar nada pelo programa. Ele será baixado diretamente para o computador, de forma gratuita. Vemos tantas barreiras no quesito acessibilidade, que quisemos fazer este projeto não fosse também uma barreira financeira para as famílias que precisam”, diz um dos coordenadores, Deyvison Santos.

Além dele, os jovens Lucas Tenório, Sérgio Araújo, Anderson Bezerra, Douglas Ventura, Rodolfo Oliveira e Jaedson Santos estiveram focados durante dois anos nesta plataforma. Eles fazem parte da Box Tecnologias.

“Nós juntamos nossos conhecimentos em programação de sistemas, gamesdesign e informática em geral para ajudar essas pessoas”, diz Douglas Ventura, enfatizando os finais de semana de reuniões.

O projeto Rick foi testado com três crianças da Apae Arapiraca, com êxito. Este nome “Rick” é uma homenagem ao irmão de um dos desenvolvedores, Deyvison Santos, que tem problemas funcionais. Carlos Henrique tem 13 anos e foi um dos primeiros a acompanhar o progresso da ferramenta.

“Este ato de altruísmo de vocês vai levá-los muito além, visto que o grupo não está visando dinheiro com a elaboração e distribuição deste material educativo”, comenta a presidente da Apae Arapiraca, Nayara Vital.

Os jovens empreendedores receberam convites para apresentarem o feito na Apae Maceió e no Fórum de Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável (FDLIS) de Arapiraca.

O grupo Box Tecnologias está aberto a interessados, mas sem fins lucrativos. Aos que desejam se voluntariar, contatar pelo e-mail boxtecnologias@gmail.com.


Por: Ascom Arapiraca 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2018