PC prende três acusados de aplicar golpe da praça de táxi

Irlane Cássia da Silva Lins, Marcos Antônio Rodrigues e Nicácia Silva Dias, acusados de aplicar o golpe da praça de táxi
Agentes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), da Polícia Civil, prenderam na manhã desta quarta-feira (2) três pessoas acusadas de falsificar documentos de concessão de licenças – as conhecidas “praças” - de táxis.
O delegado Manoel Acácio informou que o grupo criminoso vendia documentos falsos por preços que variavam entre R$ 20 mil e R$ 30 mil, vinha sendo investigado há pelo menos quatro meses. A concessão autêntica custa em torno de R$ 80 mil. Uma das vítimas chegou a pagar um total de R$ 100 mil à quadrilha.
Apesar do grupo receber os pagamentos pela concessão, a licença nunca era entregue.
O prestador de serviço do sistema penitenciário Marcos Antônio Rodrigues da Silva, 41 anos, Irlane Cássia da Silva Lins, 30, e a cabeleireira Nicácia Silva Dias, de 35 anos, tiveram as prisões preventivas decretadas pela 17ª Vara da Capital, e foram localizados na região do Tabuleiro.
Os três foram apresentados em entrevista coletiva, que teve também a presença do diretor da Deic, delegado Ronilson Medeiro.
Na residência de Marcos, os policiais civis encontraram granada e munições, calibre 38.
Irlane Cássia, desde o momento em que foi presa, insistiu - inclusive diante do delegado - ser funcionária da SMTT de Arapiraca, no cargo de coordenadora do setor de multas.
"Procuramos saber se a Irlane era funcionária, mas a SMTT negou. Por causa disso, ela também poderá ser autuada por falsidade ideológica. Ela seria a mentora dos golpes; aliciava os interessados, conseguia número de praças e travestia como documento verdadeiro”, explicou o delegado Manoel Acácio. 
O delegado destacou que a SMTT não concedeu praças na atual administração municipal e, por isso, quem tiver conseguido uma licença irregularmente, pode ser autuado em blitze da polícia.
A polícia prossegue com as investigações e existe a possibilidade de mais pessoas estarem envolvidas com o grupo criminoso.

Por: PC - ALAGOAS 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2018