ASA perde em casa para o CRB e completa quatro jogos sem vencer

O clássico entre ASA e CRB na tarde deste domingo (27) no Municipal de Arapiraca não foi um primor de técnica, mas foi de muita disputa. As equipes fizeram mais faltas do que criaram chances, mas quando tiveram oportunidades, melhor para o CRB, que marcou duas vezes, o ASA uma com um lance polêmico e o time regatiano venceu o terceiro clássico no ano, dessa vez por 2 a 1.
Esta foi a terceira vitória do CRB, as outras duas haviam sido por 2 a 1 também em Arapiraca e 3 a 1 no Rei Pelé. Com a vitória o CRB chega aos 6 pontos no Hexagonal e divide a ponta com o CSA. O time alvirrubro entra em campo na quarta-feira pela Copa do Nordeste diante do Sport Recife e no final de semana, volta a jogar pelo Alagoano, dessa vez contra o Santa Rita.
O ASA por sua vez, segue com apenas um ponto na tabela de classificação do Hexagonal, e há quatro jogos não vence. Na próxima rodada, no próximo fim de semana, o time arapiraquense vai até o Rei Pelé enfrentar o líder CSA.
O JOGO – 1º TEMPO
As duas equipes trocavam passes, tentavam atacar, mas ainda esbarravam no último passe. Porém, quem acertou primeiro foi o CRB e não perdoou. Dakson carregou a bola na intermediária e deu belo passe por trás da defesa encontrando Neto Baiano, que já caindo, tocou na saída do goleiro Tom.
O time regatiano mais uma vez começava bem diante da equipe alvinegra. Este ano já foram dois jogos com vitórias do CRB sobre o ASA, por 2 a 1 em Arapiraca e 3 a 1 no Estádio Rei Pelé.
Atrás do placar o ASA ainda teve mais um motivo para se preocupar. O zagueiro André Nunes sentiu lesão na perna direita e o técnico Vica precisou mudar, colocando o experiente Edson Veneno em campo.
A situação só piorava para o time da casa. Após falta próxima da área, os jogadores do ASA reclamaram da marcação do árbitro Rafael Salgueiro. Mas, a falta foi cobrada por Dakson, que bateu muito bem e tirou do alcance do goleiro Tom. 2 a 0 aos 22 minutos.
O ASA tinha sérias dificuldades para criar na partida. A chance mais perigosa do time alvinegro aconteceu depois dos 30 minutos. Dudé carregou a bola, viu o escorregão do zagueiro Diego Jussani
E o CRB também perdeu jogador por contusão. O meia Dakson sentiu dores musculares e deixou o campo. Em seu lugar, o técnico Mazola Junior colocou o volante Matheus Galdezani, deixando apenas Rafinha na criação e aproximação com o setor de ataque.
Na reta final do primeiro tempo, o ASA cresceu, pressionou e chegou muito perto de diminuir o placar. Aos 45 minutos, Everton Heleno bateu falta e exigiu grande defesa do goleiro Juliano. Aos 46 minutos, final do primeiro tempo com grande vantagem do CRB no placar sobre o ASA: 2 a 0.
2º – TEMPO
Logo que a bola rolou para o segundo tempo o CRN teve mais uma baixa. O lateral-esquerdo Diego sentiu o tornozelo e deixou o campo, forçando o treinador regatiano a mudar novamente. Gleidson Souza entrou em campo.
O jogo seguiu movimentado e aos 9 minutos o ASA chegou ao seu gol. Danilo Galvão foi lançado na área, cortou o defensor alvirrubro e bateu forte. A bola acertou o travessão e atingiu a linha, não entrou, mas o assistente Wagner José da Silva assinalou o gol.
A partir daí a partida esquentou, mais chances de gol, mais faltas e o árbitro José Reinaldo Figueiredo precisou controlar os ânimos das equipes, que já eram alterados, tornando o jogo perigoso.
O ASA subia ao ataque e deixava vários espaços para o CRB. Numa dessas oportunidades, Neto Baino disputou a bola com o goleiro Tom e a redonda sobrou para Luidy, que teve o gol aberto e desperdiçou a chance.
Na reta final do jogo o ASA bem que tentou, cercou o CRB, mas mostrava um futebol desorganizado e tentava na base do “abafa”. Dessa forma, o jogo seguiu até os 49 minutos, mas o placar não mudou. Vitória do CRB por 2 a 1 sobre o ASA em Arapiraca.
Por: Minuto Arapiraca 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017