Baixo nível do São Francisco compromete abastecimento da Bacia Leiteira e do Agreste

Estação de captação de água da Casal, no rio São Francisco, em Pão de Açúcar
Foto: Ascom/Casal
O baixo nível do rio São Francisco, provocado pela variação das vazões, está comprometendo a captação de água para abastecimento dos municípios da Bacia Leiteira e da região Agreste do Estado.

A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) informou que está recuperando um equipamento extra, que será instalado na estação de captação, em Pão de Açúcar, o que deverá garantir a volta da normalidade aos 19 municípios que são abastecidos pelo Sistema Coletivo da Bacia Leiteira.

Por enquanto, segundo o coordenador de Produção e Distribuição da Unidade de Negócio Bacia Leiteira, Erickson Aquino Dantas, os municípios mais prejudicados são Ouro Branco, Cacimbinhas, Jaramataia, Senador Rui Palmeira e a parte alta de Santana do Ipanema.

Em Traipu, onde a Casal e a CAB Águas do Agreste mantêm outra estação de captação, o baixo nível do rio também está prejudicando o abastecimento dos municípios que dependem do novo Sistema Adutor do Agreste, inaugurado em 2014.

De acordo com o gerente da Unidade de Negócio Agreste da companhia, Tácito Marques, a captação de água já foi reduzida em 25%. “Com isso, os municípios mais prejudicados no momento são Arapiraca, Craíbas e Igaci”, informou o gerente.

A Casal já acionou a Agência Nacional de Águas (ANA) e a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) para discutir investimentos que deverão ser feitos para mitigar essa situação.
Por: Agência Alagoas

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017