Com dois de Tcharlles, Gênus vence ASA e leva boa vantagem para AL

Genus e Asa, no Aluizão (Foto: Matheus Henrique)
Foto: Matheus Henrique
O Gênus aproveitou a atuação apática do ASA no primeiro tempo e, com dois gols de Tcharlles, conquistou a vitória na estreia da Copa do Brasil. Tem boa vantagem. Nesta quarta, a partida foi disputada no Estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho, e as equipes voltam a jogar no dia 28, às 21h30, em Arapiraca. 
Com a vitória no primeiro jogo, o time de Rondônia pode até perder por um gol de diferença que garante vaga na segunda fase da competição nacional. Para seguir no torneio, o Alvinegro precisa vencer por três gols de diferença. Caso devolva o placar, o confronto será decidido nos pênaltis.
Primeiro tempo foi do Gênus
Quem foi ao Estádio Aluizão viu um passeio do Gênus em cima do ASA na primeira etapa. O Aurigrená começou o jogo a 100km por hora, explorando as jogadas de cruzamento, e não demorou muito para abrir o placar. Aos oito minutos, Tcharlles recebeu passe de Júlio César e empurrou para o fundo da rede. O Alvinegro sentiu o baque e não conseguiu criar nada, estava completamente desorganizado em campo. A estratégia de jogar por uma bola não funcionou, e a equipe de Arapiraca sofreu com os contra-ataques dos donos da casa. Foi justamente dessa forma que o Gênus chegou ao segundo gol, novamente com Tcharlles, aos 34. Assim terminou o primeiro tempo.
ASA melhora na segunda etapa 
O técnico do ASA voltou com duas alterações: Klenisson e Júnior entraram nos lugares de Edson Veneno e Jorginho, respectivamente. E as mudanças deram outra postura ao Alvinegro, mas a defesa do Gênus não deu espaços e os visitantes insistiram em errar passes. Somente após a entrada de Dudé, o Fantasma incendiou a partida e se projetou em busca do primeiro gol. Arisco, o próprio atacante chegou a acertar o travessão do goleiro Tiago Rocha, após cabeçada. A bola ainda caiu próximo à linha, os jogadores do ASA pediram gol, mas o assistente negou. Na medida em que os visitantes cresceram, os donos da casa se fecharam e seguraram o placar até o final do jogo.
Após o apito final do árbitro Wales Martins de Souza, aos 50 minutos da segunda etapa, o volante Kessi reconheceu que o Alvinegro não jogou bem na capital de Rondônia.
- Nosso time batalhou desde o primeiro tempo. No segundo, estivemos mais espertos, mas não conseguimos o gol. Agora vamos tentar reverter a situação jogando em casa - resumiu.
Por: Globo Esporte 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017