Veja como os deputados de Alagoas votaram na sessão do impeachment

Após a votação na Câmara, uma banda sobre um trio elétrico fez um show ao vivo em Maceió na comemoração da aprovação do impeachment (Foto: Lucas Leite/G1)
Foto: Lucas Leite/G1
O processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) foi aprovado na Câmara dos Deputados, em Brasília, neste domingo (17). Seis deputados de Alagoas votaram pelo prosseguimento do processo, enquanto três votaram contra. Agora, o Senado terá que decidir se acolhe a denúncia e julga a presidente por crime de responsabilidade.
Veja abaixo como votou cada deputado alagoano:
Arthur Lira (PP): SIM
Cícero Almeida (PMDB): SIM
Givaldo Carimbão (PHS): NÃO
JHC (PSB): SIM
Marx Beltrão (PMDB): SIM
Maurício Quintella Lessa (PR): SIM
Paulão (PT): NÃO
Pedro Vilela (PSDB): SIM
Ronaldo Lessa (PDT): NÃO

Festa após votação
Após a aprovação do processo de impeachment de Dilma Rousseff (PT) na Câmara dos Deputados, neste domingo (17), manifestantes que estavam reunidos na Praça Gogó da Ema, na orla da Ponta Verde, em Maceió, iniciaram uma comemoração com show ao vivo, trio elétrico e fogos de artifício.

De acordo com representantes do movimento Brasil Livre, cerca de 12 mil pessoas participaram do ato a favor do impeachment. No protesto pró-Dilma, participaram 5 mil pessoas, mas ao fim da votação já havia cerca de mil. A Polícia Militar informou que não vai passar estimativa.
Próximos passos
Após ser aprovado na Câmara dos Deputados, o processo de impeachment da presidente Dilma chega ao Senado nesta segunda-feira (18).

Na Casa, são previstas três votações em plenário até a conclusão do processo, de acordo com estudo feito para o impeachment de Fernando Collor de Melo em 1992.
Com o voto do deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), a Câmara alcançou, às 23h08, na sessão deste domingo (17), os 342 votos necessários para que tenha prosseguimento no Senado. O parecer enviado pelos deputados deve ser lido em sessão desta terça-feira (19).
Depois disso, os blocos ou líderes partidários deverão indicar integrantes da comissão especial que analisará o caso. O colegiado será formado por 21 senadores titulares e 21 suplentes.
Por:  G1- AL

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017