Eletrobras inicia operação “Gato Net” no interior

Nesta sexta-feira (20), a Eletrobras Distribuição Alagoas deu início a operação “Gato Net”, que tem como objetivo remover cabos de fibra ótica instalados de forma indevida nos postes de energia elétrica. No primeiro dia de operação, os técnicos da Distribuidora atuaram em São Miguel dos Campos, a 62,5 km de Maceió.
Na cidade, foram visitadas áreas em que alguns cabos e equipamentos estavam sem placas de identificação e sem contrato com a Eletrobras. Além disso, foi constatado que algumas empresas de telecomunicação possuíam um ramal de identificação, mas ainda não haviam apresentado um projeto de estudo para a Distribuidora.
Segundo um levantamento feito pela Eletrobras, cerca de 20 km de cabos de fibra ótica estão instalados de forma clandestina. Por conta desse tipo de irregularidade, a Empresa tem uma perda líquida de aproximadamente R$ 8 milhões por ano. Se esse recurso financeiro fosse arrecadado, poderia ser investido para aumentar a qualidade e confiabilidade do sistema elétrico.
De acordo com o engenheiro eletricista da Eletrobras, João de Souza Leão, para ocorrer o uso mútuo do poste é necessário que haja um contrato entre a Distribuidora e a empresa solicitante. Entretanto, esse documento só é finalizado quando há um estudo prévio de viabilidade técnica, onde será verificado se o poste suportará o compartilhamento da estrutura.
O uso indevido dos postes também ameaça a segurança da população, pois se a estrutura de concreto não resistir aos cabos, a fiação pode romper e há risco de tombamento do poste. O contato da rede de telecomunicação com a elétrica também prejudica o fornecimento de energia e pode causar acidentes, abalroamentos e choques elétricos.
A Operação “Gato Net” percorrerá municípios de todo o estado. Os cabos clandestinos serão recolhidos e só serão devolvidos para os responsáveis que procurarem a Eletrobras para reaver o material, mediante apresentação de documento que comprove a propriedade.
COMO SE REGULARIZAR – Antes de implantar os cabos, as empresas de telecomunicação devem, primeiramente, submeter projeto técnico para a Eletrobras, seguindo as exigências das Resoluções Conjuntas nº 1, da Aneel, Anatel e ANP; e nº 4, da Aneel e Anatel.
O projeto de compartilhamento deverá atender às normas técnicas quanto à faixa de ocupação, diâmetro do conjunto de cabos; distância de segurança entre a rede elétrica e a de telecomunicação em relação ao solo; disposição de reserva dos cabos e segurança da população.
Por: Assessoria 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017