Após mais um empate do ASA em casa, Foiani diz: "Não tem mágica"

Paulo Foiani, técnico do ASA (Foto: ASA / Assessoria)
(Foto: ASA / Assessoria)
No primeiro compromisso no comando do ASA, o técnico Paulo Foiani não conseguiu quebrar o mal que começa a assombrar o time arapiraquense jogando em casa. Pela terceira vez na Série C, o Fantasma apenas empatou no Estádio Coaracy da Mata Fonseca. O detalhe é que esse é o terceiro empate nos três jogos disputados como mandante até agora. 
Paulo Foiani falou que vai analisar a atuação deste domingo, mostrar os erros aos atletas e destacou que o crescimento do ASA será de forma gradativa.
- Eu acho que o trabalho é gradativo, não dá para falar que em uma semana dá para melhorar Y ou X. Eu vou pegar esse jogo, editar e mostrar aonde nós erramos. Não tem como implantar um trabalho em 10 dias, não tem mágica. Vamos mostrar a eles os erros e acho que temos muito a crescer - salientou.
Após a partida contra o River-PI, o treinador avaliou o resultado e destacou que faltou um pouco mais de tranquilidade dos jogadores para conquistar a primeira vitória diante do torcedor.
ASA X River-PI (Foto: ASA / Assessoria)
 (Foto: ASA / Assessoria)
- Eu vi uma equipe que dominou o jogo. A equipe do River simplesmente chegou de bola parada. No primeiro tempo, eu senti a equipe tensa, ansiosa, principalmente no último passe, momento de analisar melhor a jogada e escolher a melhor opção. A gente estava se precipitando, e mesmo assim a nossa equipe criou duas oportunidades. No segundo tempo, eu mudei o sistema, coloquei o Reinaldo [Alagoano, centroavante], depois botei o Ivanzinho [atacante] e por último coloquei o Max [Carrasco, volante], que tem um bom passe. Nós fomos melhores, mas a bola não entrou - resumiu.
Foiani explicou as alterações processadas na equipe e afirmou que colocou o time em campo de forma ousada para conquistar o primeiro resultado positivo no Municipal.
- A gente jogou praticamente com três atacantes, e com o Diogo à frente. Os nossos laterais são agudos, não faltou ousadia. Faltou caprichar mais no último passe. Eu tenho um atacante de área, aquilo que nós trabalhos durante a semana, ele não estava bem no jogo, nós tentamos mudar, colocando o Reinaldo. Eu me apeguei que queria vencer dentro de casa. Nós tínhamos a obrigação de vencer e fizemos algumas situações para buscar a vitória, não ficamos acanhados, pegamos um River no campo deles e procuramos achar os espaços. Quando achamos, a bola não entrou - disse.
O comandante técnico já adiantou que não deve promover grandes mudanças diante do Mecão.
- A base tem que se mantida porque durante o campeonato essa equipe vai começar a adquirir corpo, entrosamento. [Mudança de] Uma peça ou outra vamos estudar e estudar também a equipe do América-RN para avaliar o que é melhor fazer para esse jogo - finalizou.
Com mais um empate, o ASA chegou aos seis pontos e saiu do G-4 da Terceirona. A próxima partida do Fantasma será no domingo, às 16h, na Arena das Dunas.
Por: Globo Esporte 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017