Agreste alagoano é beneficiado com obras do gasoduto Penedo-Arapiraca

A construção do gasoduto Penedo-Arapiraca, iniciada em janeiro deste ano,começa a mostrar os primeiros resultados
Flavia Correia - Cortesia
Além da perspectiva de fornecer gás natural para as principais indústrias do agreste alagoano, a construção do gasoduto Penedo-Arapiraca, iniciada em janeiro deste ano, já começa a mostrar os primeiros resultados.

  
Prova disso, são as vagas de empregos criadas a partir da construção do empreendimento, além do aumento no movimento do comércio local das cidades de Penedo, Igreja Nova e São Sebastião (municípios que compreendem as etapas I e II do empreendimento).

De acordo com o gerente de engenharia da companhia, André Alves, o aproveitamento da mão-de-obra local é de aproximadamente 50%. Os restaurantes, hotéis e postos de combustíveis são diretamente beneficiados com o aumento do fluxo de pessoas durante a realização das obras.


“A construção do gasoduto estimula a movimentação do comércio local. Segundo nosso levantamento, cerca de 100 empregos diretos foram gerados e mais de 100 pessoas estão hospedadas nos hotéis desses municípios, além da necessidade de 300 refeições por dia e o uso de cinco mil litros de combustíveis por mês”, detalhou André.

Com a instalação do empreendimento da Algás, que terá capacidade de fornecer 343 mil m³ do energético por dia, a companhia pretende atender à demanda energética do setor industrial e atrair a instalação de novos empreendimentos nessa região.

“A disponibilidade do gás natural é um importante atrativo para a prospecção de empresas, consequentemente isso aumenta a geração de emprego e de renda da população da região. Com o gasoduto Penedo-Arapiraca, as indústrias locais poderão contar com praticidade, segurança e eficiência energética”, explicou o gerente comercial da Algás, Fábio Sousa.

O gasoduto Penedo-Arapiraca está dividido em quatro etapas a serem construídas em dois momentos diferentes. As etapas I e II, que compreendem o primeiro momento, estão com status adiantado em relação ao cronograma previsto. Segundo a Algás, as duas primeiras etapas devem ser finalizadas até o início de 2017, enquanto as outras têm conclusão programada para 2018.
Por: Agência Alagoas 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017