Alagoas participa de estratégia nacional de proteção à primeira infância

O governador Renan Filho também manifestou sua preocupação com a execução das políticas públicas voltadas para a primeira infância em Alagoas
Foto:Ailton Cruz
O Estado de Alagoas passa a integrar a estratégia nacional de fortalecimento da rede de proteção à primeira infância, definida pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e planejada para entrar em vigor nos próximos 60 dias. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (27), durante a entrevista coletiva concedida pelo ministro Osmar Terra e pelo governador Renan Filho, com a presença do secretário da Assistência e Desenvolvimento Social, Antônio Pinaud.

Durante o encontro, foi ressaltada a iniciativa do Governo do Estado na elaboração de ações voltadas à primeira infância, que serão colocadas em prática no projeto-piloto a ser implantado no município de Murici.

“O secretário Antônio Pinaud já nos informou sobre o Programa da Primeira Infância, que está sendo montado em Alagoas. Esse programa vai facilitar a efetivação da rede que estamos montando, que prevê o acompanhamento das crianças recém-nascidas, com pais já beneficiados pelo Bolsa Família, por até 1.000 dias. Esse acompanhamento vai ser feito em casa, incluindo as orientações aos pais sobre a melhores maneiras de estimular as crianças. Esse é um trabalho que visa a redução da pobreza a longo prazo, dando condições para o desenvolvimento pleno da criança”, disse o ministro.

O governador Renan Filho também manifestou sua preocupação com a execução das políticas públicas voltadas para a primeira infância em Alagoas. “Esses primeiros 1.000 dias de vida são fundamentais para o desenvolvimento cognitivo da criança, para garantir seu futuro. Vamos nos conectar com as ações do Governo Federal para potencializar a rede de proteção à primeira infância no Estado, articulada com os secretários municipais de Assistência Social”, afirmou.

Na avaliação do secretário de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social, Antônio Pinaud, o suporte do Governo Federal na execução das ações do Estado em benefício das crianças em situação de risco social.

“Estamos trabalhando na formação de uma nova geração de alagoanos, com o resgate da primeiríssima infância, dos 0 aos 3 anos, e da primeira infância, até os 6 anos. A partir dessas ações, milhares de famílias terão acesso à nutrição e vínculos afetivos fortalecidos. Esse é o nosso desafio: garantir a formação de alagoanos com plenas capacidades cognitivas, preparados para o futuro, para contribuir com o engrandecimento do Estado”, explicou o secretário.
 Por: Agência Alagoas 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017