Cine Sesi Cultural entra no interior Alagoas para ocupar suas praças com cinema de graça

Boa parte das cidades brasileiras, nas regiões metropolitanas ou no interior, perdeu o charme de assistir aquele filme no final de semana dentro de uma sala de cinema. Hoje, as projeções acontecem nos shoppings e em alguns raros espaços que ainda resistem. No mais, a maioria virou igreja, delegacia, banco, centro comercial e até açougue. Mas, como a arte tem sempre licença poética, nos próximos três meses, a população de 20 municípios alagoanos voltará a sentir o prazer de viver o cinema na praça principal. Um belo jeito de ocupar o espaço público de sua cidade. O Cine Sesi estará rodando o Estado com três longas, três curtas-metragens. Além de promover oficinas de “stop-motion” em algumas delas e exibir os curtas produzidos pelos alunos em todas.

“Além de democratizar a cultura do cinema no interior e realizar a ocupação de suas praças, pela população, através da arte. O projeto planta sementinhas nas cabeças. Com os debates e as oficinas, quem sabe, estão sendo criados novo pensadores. Futuros trabalhadores da indústria do áudio-visual”, diz Lina Rosa Vieira, curadora da iniciativa, que já rodou quase 700 cidades de 12 estados brasileiros, nos últimos 15 anos. O Cine Sesi Cultural é uma superprodução do SESI Alagoas. O acesso é gratuito.

O retorno do projeto na itinerância alagoana, tem estreia marcada nos municípios de Senador Rui Palmeira e de Canapi, nos dias 15, 16 e 17 de julho. É a 11ª edição do Cine Sesi no Estado, por onde já passou por mais de 80 municípios, alcançando um público de mais de 820 mil pessoas.

As sessões em Canapi serão na Rua Sônia Malta. Em Senador Rui Palmeira, acontecerão em frente à Igreja Matriz. Nesta edição, serão exibidos os curtas metragens "Retirantes", "Guida" e "Salu e o Cavalo Marinho". E os longas apresentados serão "O Menino no Espelho", "Que Horas Ela Volta?" e "Divertida Mente".

Em 2016, o projeto está completando 15 anos, obstinado em sua árdua missão de estimular a abertura ou reabertura das salas de cinema no interior. O processo de extinção dos espaços de projeção de rua foi devastador. E injusto: a maior parte da produção de filmes brasileiros é inspirada em histórias, personagens e cenários interioranos.

“Na verdade, o sonho do projeto é não precisar mais existir. Em cada lugarejo que passamos, motivamos a criação de espaços permanentes de cinema. Ficamos muito felizes com cada cidadezinha que, motivada pelo Cine Sesi, inaugurou ou restaurou seu cinema. Mas ainda não foram muitas", Conta Lina.

PROJETO

Ocupação do espaço público, pelo público, através da arte. Sala de projeção a céu aberto com excelência no padrão de sua montagem. A programação, cuidadosamente selecionada pela curadoria, busca trazer novos filmes, prioritariamente brasileiros, respeitando os critérios de qualidade na forma e no conteúdo. Além dos longas, também são exibidos os curtas profissionais de diferentes estados do país e os curtas produzidos pelos alunos das oficinas de animação do projeto nos municípios.


OFICINAS DE ANIMAÇÃO

Além de levar obras cinematográficas e incentivar novas experiências coletivas ao ar livre, o projeto também realiza oficinas de cinema de animação para algumas cidades contempladas no projeto. Os curtas produzidos pelos alunos são exibidos na grande tela. Em Alagoas, estão previstas duas oficinas, que acontecerão nas cidades de Coruripe e São Miguel dos Milagres, já neste mês de julho.


HISTÓRICO

O Cine Sesi Cultural é um projeto itinerante patrocinado pelo SESI. Já passou por mais de 700 cidades, algumas delas mais de uma vez, do interior de 12 estados do País, atingindo aproximadamente cinco milhões de pessoas desde 2002 até hoje. O acesso às projeções é sempre gratuito.


SERVIÇO:

CINE SESI CULTURAL 2016
Local: Canapi e Senador Rui Palmeira.
Data: 15 a 17 de julho de 2016, a partir das 18:30.


Curtas

Retirantes
Assinado pela diretora Maira Coelho e inspirado na pintura do artista brasileiro Cândido Portinari, a produção conta a história de uma mulher que vaga por terras áridas e despovoadas sem ter condições de alimentar seu filho.


Guida 
Acomodada no sufoco de sua rotina, Guida encontra o cenário perfeito para aflorar seus devaneios ao se inscrever para posar como modelo vivo para aulas de desenho em um centro cultural. Guida, pelas palavras da diretora Rosana Urber, retrata a beleza da velhice e a mais antiga e complicada história de amor: o amor que envolve amar a si mesmo.


Salu e o cavalo marinho
O filme conta a história de Mestre Salustiano, um dos artistas populares mais famosos do Brasil. Filho do rabequeiro, João Salustiano, começou logo cedo o sonho de participar de um grupo de Cavalo Marinho, folguedo típico da região onde mora. O curta é dirigido e produzido por Cecília da Fonte e Marcos Buccini. O roteiro da animação é de André Muhle e Cecília da Fonte.

Longas


O menino do espelho
Belo Horizonte, anos 1930. Fernando (Lino Facioli) é um garoto de 10 anos que está cansado de fazer as coisas chatas da vida. Seu sonho era criar um sósia, que ficasse com estas tarefas enquanto ele poderia se divertir à vontade. Até que, um dia, é exatamente isto que acontece, quando o reflexo de Fernando deixa o espelho e ganha vida.

Que horas ela volta?
A pernambucana Val (Regina Casé) se mudou para São Paulo a fim de dar melhores condições de vida para sua filha Jéssica. Com muito receio, ela deixou a menina no interior de Pernambuco para ser babá de Fabinho, morando integralmente na casa de seus patrões. Treze anos depois, quando o menino (Michel Joelsas) vai prestar vestibular, Jéssica (Camila Márdila) lhe telefona, pedindo ajuda para ir à São Paulo, no intuito de prestar a mesma prova. Os chefes de Val recebem a menina de braços abertos, só que quando ela deixa de seguir certo protocolo, circulando livremente, como não deveria, a situação se complica.

Divertida mente
Riley é uma garota divertida de 11 anos de idade, que deve enfrentar mudanças importantes em sua vida quando seus pais decidem deixar a sua cidade natal, no estado de Minnesota, para viver em San Francisco. Dentro do cérebro de Riley, convivem várias emoções diferentes, como a Alegria, o Medo, a Raiva, o Nojinho e a Tristeza. A líder deles é Alegria, que se esforça bastante para fazer com que a vida de Riley seja sempre feliz. Entretanto, uma confusão na sala de controle faz com que ela e Tristeza sejam expelidas para fora do local. Agora, elas precisam percorrer as várias ilhas existentes nos pensamentos de Riley para que possam retornar à sala de controle - e, enquanto isto não acontece, a vida da garota muda radicalmente.

OUTRAS INFORMAÇÕES: 

Assessoria de imprensa:

Aponte Comunicação – 81 3127.1999 | Kennedy Michiles – michiles@aponte.com.br - 81 9 9732.3736 | Carol Santana – 81 9 8979-3792 – carol@aponte.com.br

Davi Soares - (82) 9 9921-6681 - davisoaresal@hotmail.com


CRONOGRAMA DO CINE SESI CULTURAL EM ALAGOAS

                                           
           
15, 16 E 17/07/2016                   CANAPI E SENADOR RUI PALMEIRA

22, 23 E 24/07/2016                   BATALHA E ROTEIRO

29, 30 E 31/07/2016                   CORURIPE E COITÉ DO NÓIA

05, 06 E 07/08/2016                   CAPELA E SÃO MIGUEL DOS CAMPOS

12, 13 E 14/08/2016                   COLÔNIA LEOPOLDINA E PAULO JACINTO

19, 20 e 21/08/2015                    BOCA DA MATA E SÃO JOSÉ DA LAJE

26, 27 E 28/08/2016                    TEOTÔNIO VILELA E CAJUEIRO

02, 03 e 04/09/2016                    SÃO LUÍS DO QUITUNDE E PENEDO

09, 10 E 11/09/2016                    RIO LARGO E PORTO CALVO


16, 17 e 18/09/2016                    MATRIZ DE CAMARAGIBE E SÃO MIGUEL DOS MILAGRES

Por: Cine Sesi

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017