Saúde alerta sobre necessidade de vacina contra febre amarela em Alagoas


Em função do aumento do registro de casos de febre amarela em Minas Gerais, na região Sudeste, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) alerta sobre a necessidade da vacina contra a doença. Mesmo sem casos registrados em Alagoas, uma vez que o Estado não está situado na região endêmica, a vacina é indicada para aqueles que irão visitar as localidades onde há a notificação, a exemplo da região Norte do Brasil. 


Por isso, quem for viajar para estas localidades, deve procurar um posto de saúde municipal para tomar a vacina contra a febre amarela. 

De acordo com o técnico do Programa Nacional de Imunização (PNI) em Alagoas, Luiz Gustavo, a vacina contra febre amarela deve ser tomada até os primeiros nove meses de vida, além de um reforço, que deve ocorrer até dez anos após a primeira dose. “Não é recomendada a vacinação em mulheres grávidas e em pessoas com doenças crônicas, como problemas autoimunes e neurológicos, sendo necessária uma autorização médica para receber a vacina”, alerta Gustavo. 

E para que a vacina contra a febre amarela seja eficaz, o técnico do PNI em Alagoas destacou que ela deve ser tomada pelo menos dez dias antes da viagem à região endêmica. “Esse período é necessário para que o organismo produza anticorpos que combatam o vírus da doença, garantindo a imunização do indivíduo e certificando sua segurança”, ressaltou. 

Aumento do registro de casos de febre amarela na Região Sudeste deixa Sesau em alerta e orientação para que alagoanos se vacinem
Carla Cleto
Distribuição
Luiz Gustavo informou que as doses da vacina contra febre amarela são distribuídas mensalmente para os 102 municípios alagoanos. Posteriormente, as Secretarias Municipais de Saúde abastecem as Salas de Vacina dos postos designados.  

Na capital de Alagoas a vacina contra a febre amarela está disponível no Posto de Saúde Oswaldo Brandão Vilela, na Ponta da Terra; no II Centro de Saúde, na Praça da Maravilha; no Posto de Saúde São Vicente, no bairro Pinheiro; no Posto de Saúde Hamilton Falcão, no Benedito Bentes; no Posto de Saúde Tereza Barboza, no Eustáquio Gomes; no Posto de Saúde João Paulo II, no bairro Jacintinho; no Pam Dique Estrada, no Vergel; no Pam Bebedouro, no Posto de Saúde do José Tenório e no Posto de Saúde da Pitanguinha.

A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. Entre os principais sintomas estão febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias, além de insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.

Além de Alagoas, segundo o Ministério da Saúde (MS), mais sete estados da federação estão fora da lista de regiões endêmicas: Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Os demais 19 estados brasileiros são identificados como área de risco, seja total ou parcialmente.

Por: Agência Alagoas 

Compartilhe :

veja também

últimas notícias


Entre em contato

ara.noticia@hotmail.com


www.aranoticia.com - Todos os direitos reservados. © 2017